Londres 2012

Londres se despede dos Jogos Olímpicos e passa o bastão para o Rio de Janeiro

Com uma grande festa na cerimônia de encerramento, britânicos emocionam o mundo
12/08/2012 20:24 - Atualizado em 12/08/2012 20:47
Por AHE!
RIO

Fim de papo nos Jogos de Londres. A partir de agora, o Rio de Janeiro, sede da maior competição do planeta, em 2016, é a nova capital olímpica. Neste domingo, na cerimônia de encerramento, os britânicos emocionaram com uma grande festa, mostrando a sua cultura e também "apresentando" o Brasil para o mundo. Pelé, eterno rei do futebol, foi a grande surpresa no evento.

Antes que a pira olímpica fosse apagada, o estádio se transformou em um carnaval. A presença dos cantores de MPB Marisa Monte e Seu Jorge e do cantor de rap BNegão deram um toque brasileiro a festa.

 

Veja mais: Rio assume posto de cidade olímpica com muito o que fazer pela frente

A cerimônia, que durou cerca de três horas, foi dividida em três atos. Após representar a “hora do rush" londrina, as Spice Girls, que se reuniram especialmente para a ocasião, e a apresentação de fragmentos das obras de William Shakespeare prenderam a atenção de todos. Na sequência, no segundo ato, todos os porta-bandeiras das 204 delegações desfilaram.

O terceiro ato – “adeus a Londres e um olá ao Rio” – foi marcado pela entrega do bastão olímpico ao prefeito Eduardo Paes. Entre as atrações musicais (ao vivo e interpretadas) apresenta das estavam Adele, The Beatles, Pet Shop Boys, One Direction, Liam Gallagher, David Bowie, Brian May, Elton John, Queen, The Rolling Stones e The Clash.

 

Veja mais: Brasil encerra Jogos de Londres com novo recorde de medalhas conquistadas

Em Londres, o país bateu o recorde de pódio olímpico – 17 no total (três ouros, cinco pratas e nove bronzes). Antes, o número máximo era de 15 medalhas, conquistado em Atlanta-1996 e repetido em Pequim-2008. Entre os heróis está o boxeador Esquiva Falcão. Como prêmio por seu desempenho na competição, o dono da medalha de prata na categoria até 75kg foi o responsável por carregar a bandeira brasileira entre as 204 delegações que entraram juntas “como uma só nação”.


compartilhar no