Vôlei

Zé Roberto Guimarães destaca dedicação das jogadoras e se diz lisonjeado com tri olímpico

Técnico da seleção brasileira e atletas desembarcaram nesta segunda em São Paulo com a medalha de ouro na bagagem
13/08/2012 12:49 - Atualizado em 13/08/2012 13:33
Por AHE!
RIO

A seleção brasileira feminina de vôlei campeã olímpica chegou nesta segunda-feira a São Paulo, onde participou de entrevista coletiva e carreata pelas ruas da capital paulista. Único brasileiro a conquistar três medalhas de ouro (Barcelona/92, Pequim/08 e Londres/12), o técnico José Roberto Guimarães confessou que se sente lisonjeado com o feito e parabenizou todos os medalhistas olímpicos.

- Essa conquista não passou em momento algum pela minha cabeça. Me sinto extremamente orgulhoso, principalmente quando penso no nome do Ademar Ferreira da Silva e nos feitos que ele proporcionou ao nosso país. Me sinto muito lisonjeado. E espero que muitos brasileiros de outras modalidades se juntem rapidamente a mim. Ganhar uma medalha em uma Olimpíada é um feito extraordinário. Parabéns aos outros medalhistas – resumiu Zé Roberto, que chegou ao Brasil de cabeça raspada porque pagou uma promessa pelo título.

O Brasil conquistou a medalha de ouro no último sábado, depois de uma vitória, de virada, sobre os Estados Unidos, por 3 sets a 1, chegando o bicampeonato olímpico. Para o treinador, a chave do sucesso foi o poder de superação das meninas durante a competição.

- Foi um momento único, muito particular, por tudo que vivemos na Olimpíada de Londres, desde o início. Vivemos um momento extremamente complicado, mas foi nessa hora que mais aprendemos, e coisas importantes surgiram – analisou Zé Roberto, que agradeceu a dedicação das jogadoras. - Gostaria de agradecer muito as jogadoras, o comportamento e a postura que elas tiveram durante todo o campeonato. Passamos por dificuldades e conseguimos reagir. Assim, escrevemos essa história linda que foi a medalha de ouro em Londres. Meu muito obrigado a todas.

Atletas e comissão técnica comemoram bi olímpico - João Pires/CBV Jogadoras exaltam a união do grupo

A central e capitã da seleção brasileira, Fabiana, melhor bloqueadora da competição, seguiu a linha de raciocínio de José Roberto Guimarães e destacou que a união da equipe foi fundamental para a conquista do resultado final.

- Eu e todo grupo estamos muito felizes por essa conquista. Sabemos que construímos uma grande história e, até pela maneira que foi, mostrou uma superação de toda a equipe. O grupo sempre acreditou que poderia conquistar o título e soube superar todos os momentos difíceis. Acredito que chegamos à conquista do ouro pela força do grupo – destacou Fabiana.

A oposto Sheilla, dona do melhor saque da competição, deixou de lado qualquer possível crítica e preferiu enfatizar o resultado conquistado pelo grupo brasileiro:

- Não foi a primeira vez que deixaram de acreditar na seleção feminina. Em 2008 foi assim e agora de novo. Mas o que importa é que estamos com a medalha no peito e isso demonstra a força do time e da comissão técnica. A gente sempre trabalhou e acreditou muito no nosso time. O ouro é um feito memorável e acredito que tenha sido a consagração do nosso time.


compartilhar no